Magaldi
casa da linguiça
CARMENS TOPO
sheik
sheik
Operação Regresso

Operação desarticula quadrilha que roubou mais de 300 cabeças de gado neste ano no RS

Operação Regresso contou com a ação de cerca de 80 policiais e 8 fiscais

02/12/2019 13h14Atualizado há 2 semanas
Por: Fabrício Vieira
45
Gado é encontrado em área usada por um dos presos em Gravataí e polícia suspeita que possa ser furtado.
Gado é encontrado em área usada por um dos presos em Gravataí e polícia suspeita que possa ser furtado.

A Polícia Civil realiza ação, nesta segunda-feira (2/11), para combater o abigeato no Rio Grande do Sul, principalmente em áreas do Litoral Norte e do Vale do Paranhana. Cerco de 80 policiais e oito fiscais agropecuários da Secretaria Estadual da Agricultura participam da chamada Operação Regresso, que cumpriu 12 mandados de busca e sete de prisão preventiva.

Já são oito suspeitos presos e os nomes não foram divulgados. As prisões ocorreram em Gravataí (5), Caxias do Sul (2) e Minas do Leão. Somente neste ano, conforme a apuração, o grupo furtou mais de 300 cabeças de gado.
Segundo a Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab) de Bagé, responsável pela investigação de três meses, foram identificados pelo menos sete suspeitos de envolvimento no esquema, sendo seis ladrões e um produtor rural que auxiliava os criminosos. Outros supostos integrantes do grupo também são investigados.
A quadrilha era conhecida por furtar no mínimo 20 cabeças de gado de uma só vez, utilizando caminhões para o transporte. Um destes veículos foi apreendido na manhã desta segunda-feira.

Houve furtos já confirmados nos municípios de Santo Antônio da Patrulha, Palmares do Sul, Capivari do Sul, Osório, Tavares, Maquiné, Mostardas, Taquara, entre outros. Os bovinos eram levados para a Região Metropolitana, principalmente Gravataí, para confinamento ou abate.
Parte dos veículos utilizados para o transporte era do pecuarista identificado como integrante da quadrilha, que colocava os animais furtados em meio aos dele dentro de caminhões. Este suspeito também alugava bovinos para vários rodeios no Estado.

#poa24hs

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários