CARMENS TOPO
sheik
Magaldi
casa da linguiça
Polícia Civil

Três pessoas ligadas à financeira do caso Carús são presas em Porto Alegre

Dois diretores e um gerente foram presos preventivamente nesta terça-feira

08/10/2019 10h38Atualizado há 2 semanas
Por: Fabrício Vieira
88
André Carús foi preso por suspeita de extorquir funcionários de seu gabinete
André Carús foi preso por suspeita de extorquir funcionários de seu gabinete

A Polícia Civil prendeu em Porto Alegre mais três pessoas relacionadas à prisão do vereador André Carús. No início da manhã desta terça-feira, foram detidos dois diretores e um gerente financeiro da Municred. 

Conforme o delegado Sander Cajal, o trio tem prisões temporárias decretadas. Eles foram encaminhados para o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic). "Eles não deverão depor hoje, pois dois presos vão ser ouvidos ao longo do dia: o assessor preso ontem e o próprio vereador", disse. 

Foi preso ontem mais um assessor parlamentar do vereador licenciado André Carús (MDB). A prisão temporária já foi prorrogada pela Justiça e o parlamentar está em cela especial da Cadeia Pública.

Carús e parte de seus assessores estão sendo investigados pela suspeita de que exigiam dinheiro das pessoas que o vereador indicava para cargos públicos. A investigação partiu de denúncias de que servidores estariam sendo coagidos a tomar empréstimos pessoais para pagar os valores que supostamente eram exigidos pelo político.

Em relação aos empregados presos, a empresa já havia lançado nota oficial informando que está prestando todos os esclarecimentos à Polícia Civil. "A Municred ressalta que está colaborando com as investigações e fica à disposição de seus cooperados para esclarecer qualquer dúvida". O site da companhia de crédito foi retirado do ar.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.