casa da linguiça
sheik
sheik
PORTO ALEGRE

Preso suspeito de atirar em jovem encontrado morto em estacionamento de hospital

Homem alegou legítima defesa ao confessar o crime

08/01/2020 19h10
Por: Fabrício Vieira
Fonte: Correio do Povo
449

A Polícia Civil começa a elucidar o caso do corpo de um jovem, de 25 anos, encontrado dentro de um Ford Fiesta no estacionamento do Hospital São Lucas da PUC, na tarde de sexta-feira passada. O titular da 1ª Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (1ªDHPP) de Porto Alegre, delegado Guilherme Gerhardt, anunciou na manhã desta quarta-feira a prisão do autor do crime. Ele foi detido na noite passada no Campo da Tuca, no bairro Partenon, mesma região onde a vítima foi baleada antes de ser levada até a instituição hospitalar. “Ele confessou, mas alegou legítima defesa”, revelou o delegado Guilherme Gerhardt. Conforme a versão apresentada, o acusado e o jovem estavam juntos consumindo drogas quando a vítima teria surtado com um revólver calibre 38. Houve luta corporal e o suspeito contou que conseguiu se apossar da arma e efetuar um disparo. 

Segundo o titular da 1ª DPHPP, o acusado afirmou que buscou socorro para que o jovem fosse levado ao hospital mais próximo. O delegado Guilherme Gerhardt pretende agora apurar melhor a versão apresentada e verificar se o homicídio ocorreu no contexto do tráfico de drogas. Ele quer investigar ainda quem dirigiu o Ford Fiesta e abandonou o veículo, com o corpo da vítima no banco traseiro, no estacionamento.

O carro encontrava-se roubado e os policiais civis querem saber também qual ligação desse fato com o  acusado que alegou ter providenciado socorro. Um revólver calibre 38, apreendido pelos agentes com o preso, passará por exame balístico do Instituto-Geral de Perícias com o objetivo de confirmar se foi a mesma arma usada no assassinato.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários