sheik
casa da linguiça
Magaldi
CARMENS TOPO
Polícia Civil

ESTEIO | Quadrilha do ‘Galego’ é alvo da Polícia Civil

Assaltaram banco em Esteio.

13/09/2019 14h23Atualizado há 6 dias
Por: Fabrício Vieira
39
Conforme a Polícia Civil, ‘Galego’, é considerado o líder de uma organização criminosa que atua no furto e arrombamento de bancos em todo o país
Conforme a Polícia Civil, ‘Galego’, é considerado o líder de uma organização criminosa que atua no furto e arrombamento de bancos em todo o país

A Polícia Civil gaúcha foi até o Norte de Santa Catarina para prender preventivamente, cumprir mandados de busca e apreensão e bloqueios de ativos em contas bancárias, dos integrantes da organização criminosa liderada pelo bandido conhecido como ‘Galego’. Todos as ordens judiciais foram expedidas pela 17ª Vara Criminal de Porto Alegre.

Conforme a Delegacia de Repressão a Roubos do DEIC, a organização criminosa é acusada de ter praticado cinco ataques a bancos no Rio Grande do Sul em 2018. Um foi em junho, na cidade de Taquara, outro em Esteio no dia 22 de julho, quando uma agência do Santander foi atacada, e três em Porto Alegre entre os dias 27 de julho e 5 de agosto.

No total, foram cumpridas 20 ordens de busca e apreensão que visavam, especialmente, apreender documentos relacionados aos membros da facção. Agora, a Polícia Civil que ratificar se há indícios de lavagem de dinheiro e apreender instrumentos dos crimes que estavam na posse dos criminosos.

 Mandados foram cumpridos em Içara, Joinville e São Francisco do Sul (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Quem é o ‘Galego’?

Conforme a Polícia Civil, ‘Galego’, é considerado o líder de uma organização criminosa que atua no furto e arrombamento de bancos em todo o país, mas com atuação reforçada no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Salézio de Souza já está preso desde o dia 14 de novembro, quando foi encontrado em Joinville. Segundo o delegado, João Paulo de Abreu, desde que ele foi para o sistema prisional, nenhum outro ataque no mesmo ‘modus operandi’ que a organização criminosa atuava, foi registrado. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.