casa da linguiça
Magaldi
CARMENS TOPO
sheik
Polícia Civil

SAPUCAIA DO SUL | Polícia Civil descobre esquema de falsificação de diplomas na Câmara e Prefeitura

Pelo menos nove servidores da Câmara de Vereadores e Prefeitura, apresentaram documentos falsos para comprovar escolaridade.

11/09/2019 13h12Atualizado há 1 semana
Por: Fabrício Vieira
28
Eles recebiam salários de até R$ 5 mil.
Eles recebiam salários de até R$ 5 mil.

Um esquema de falsificação de diplomas foi descoberto pela Polícia Civil, em Sapucaia do Sul, na Região Metropolitana. Pelo menos nove servidores da Câmara de Vereadores e Prefeitura, apresentaram documentos falsos para comprovar escolaridade.

Segundo informações da Divisão de Combate à Corrupção da Polícia Civil, 17 pessoas foram indiciadas durante 12 meses de investigação. Eles devem responder por falsidade ideológica e uso de documento falso.

O crime era feito por servidores que não tinham a escolaridade necessária para assumir determinados cargos públicos. Com a ação, eles conseguiam preencher todos os requisitos para poder ocupar a vaga. Eles recebiam salários de até R$ 5 mil.

Dentro da Prefeitura

No Executivo Municipal, foram identificados três funcionários que utilizaram diplomas falsos para conseguir a vaga de emprego. O prefeito, Luis Rogério Link, ordenou a exoneração deles.

Além disso, Link afirmou que abriu uma Comissão de Sindicância. O objetivo é analisar a veracidade dos diplomas apresentados pelos servidores públicos.

No Legislativo

Dentro da Câmara de Vereadores, a investigação da Polícia Civil, levantou que ex-assessores de três vereadores também estão envolvidos. Os parlamentares Marco Antônio da Rosa (PSB), Nelson Brambila (Solidariedade) e José Carlos Dutra dos Santos (MDB) foram citados.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.