• Porto Alegre, 13/07/2024
  • A +
  • A -
Publicidade

PSDB insiste na indicação de Marchezan para a prefeitura de Porto Alegre

Tucanos da Capital deverão homologar a federação com o Cidadania neste final de semana


PSDB insiste na indicação de Marchezan para a prefeitura de Porto Alegre Ex-prefeito Nelson Marchezan não deu indicativos de que pretende disputar novamente


Ainda entre incertezas e desencontros, a federação municipal que reúne PSDB e Cidadania em Porto Alegre será homologada neste final de semana. Os tucanos deverão se reunir para decidir quem deverá integrar e presidir o grupo que será responsável por comandar a campanha à prefeitura na Capital. O Cidadania, entretanto, já encaminhou os nomes do partido para a federação estadual, comandada pelo secretário Artur Lemos, chefe da Casa Civil.

Nesta sexta-feira, um movimento da executiva estadual, com apoio do governador Eduardo Leite e da executiva nacional tucana, reforçou o nome do ex-prefeito Nelson Marchezan Jr. para retornar ao Paço Municipal. Em carta, afirmam que o momento "exige princípios inabaláveis, superação, inovação, capacidade de indignação e liderança visionária para construir um futuro seguro" e, por isso, a candidatura do ex-prefeito seria necessária.

Ao longo dos parágrafos, enaltecem feitos da gestão tucana que cacifariam a volta de Marchezan ao Paço Municipal. Ele deixou a vida pública após sair derrotado das eleições em 2020. O ex-prefeito, contudo, não deu nenhum aceno de que pretende voltar para arena política.

O movimento, apesar de reforçar uma intenção já dita da presidente estadual do PSDB, a prefeita de Pelotas Paula Mascarenhas, novamente se choca contra as intenções do PSDB municipal e dos pré-candidatos ao Legislativo, que defenderam a indicação de um nome novo para liderar a candidatura própria. Apesar disso, após a carta divulgada pela executiva estadual, os tucanos, liderados em Porto Alegre pelo vereador Moisés Barbosa, divulgaram nota onde afirmam que "a candidatura que vem sendo perseguida e trabalhada pelo partido (...) será a nossa candidatura".

Enquanto isso, o Cidadania, "a fatia menor" da federação, mantém o seu posicionamento de que o nome mais forte e que teria mais chances no pleito é o da deputada federal Any Ortiz. Caso não seja ela a escolhida, o partido manterá o seu apoio ao prefeito Sebastião Melo (MDB), independentemente da federação. A deputada, entretanto, não foi procurada oficialmente por integrantes da executiva estadual. "Não tenho como empurrar uma candidatura goela abaixo (do PSDB) e estou muito bem no meu mandato", afirmou.

Nesta sexta, o presidente municipal do Cidadania, Rodrigo Karan, enviou os três nomes do partido que deverão compor a federação municipal, mas até o fechamento desta reportagem não recebeu retorno dos tucanos quanto a uma reunião de alinhamento. Por estarem federados, a nominata ao Legislativo deve ser em conjunto.




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.