• Porto Alegre, 13/07/2024
  • A +
  • A -
Publicidade

Policiais civis da Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Alvorada - DPHPP/ALVORADA - coordenados pela Delegado de Polícia Edimar Machado de Souza, após investigações, executaram a Operação Status Quo.

OPERAÇÃO QUO - PC/DHPP – DHM – DPHPP/ALVORADA BM - COMANDO DELTA DO JACUÍ


Policiais civis da Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Alvorada - DPHPP/ALVORADA - coordenados pela Delegado de Polícia Edimar Machado de Souza, após investigações, executaram a Operação Status Quo. OPERAÇÃO STATUS QUO - PC/DHPP – DHM – DPHPP/ALVORADA BM - COMANDO DELTA DO JACUÍ


OPERAÇÃO STATUS QUO


CONTRA O CRIME ORGANIZADO 


Policiais civis da Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Alvorada - DPHPP/ALVORADA - coordenados pela Delegado de Polícia Edimar Machado de Souza, após investigações, executaram a Operação Status Quo.


São dois casos de homicídio em Alvorada com um total de 10 ordens judiciais, todas de busca e apreensão.


Os policiais civis e militares efetuaram a prisão de um homem acusado pelo crime de homicídio, em Alvorada. 


Um dos crimes ocorreu no dia 26 de maio, no Bairro Maria Regina, em Alvorada. A vítima, um homem de 56 anos, teve sua residência invadida durante a madrugada por homens que se diziam polícias e acabou sendo morto com diversos disparos de arma de fogo vindo a falecer no local. 


O crime foi o primeiro após a série histórica de 57 dias sem homicídios na cidade, um dos autores do delito já havia sido preso pouco mais de 24 horas após o fato.


O outro fato investigado ocorreu no dia 28/03/2024 quando um corpo carbonizado foi localizada na Estrada Diogo Inácio Barcellos, Bairro Tijuca.


Verificou-se que se tratava de um indivíduo de 27 anos com diversos antecedentes policiais por tráfico de droga, porte ilegal de arma de fogo e receptação, ligado a facção criminosa, sendo que a motivação para o crime seria dívidas como a própria facção criminosa a que pertencia.


Durante os cumprimento dos mandados de busca e apreensão dois indivíduos foram presos em flagrante, um deles de 29 anos, com antecedentes policiais por homicídio 10x, roubo, receptação e tráfico de drogas, foi preso em flagrante na posse de uma pistola calibre 9mm, ele também foi autuado em flagrante por crime ambiental por ter um sua residência galos utilizados para rinha.


Um outro indivíduo, de 26 anos com antecedentes por associação criminosa, foi preso em flagrante na posse de uma pistola calibe 9mm e porções de cocaína e maconha embaladas para venda.


O Delegado Edimar Machado de Souza, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Alvorada destaca: “que a necessidade de buscar outros indícios da participação dos suspeitos nos crimes investigados qualificando ainda mais a investigação e a retirada de armas das ruas auxiliam na redução dos crimes contra a vida”


O Diretor da Divisão de Homicídios Metropolitana, Delegado Rafael Soares Pereira,  ressalta “a investigação e prisão dos executores do crime é importante para dar resposta à sociedade, e trazer a certeza de punição para crimes dolosos contra a vida”.


O Diretor do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa - DHPP, Delegado de Polícia Mario Souza, reforça o compromisso no combate aos homicídios: “várias estratégias são adotadas para a identificação de membros de grupos criminosos que fomentam a prática de crimes. A ação do Departamento de Homicídios será sempre contundente para que o crime organizado entenda que nenhuma morte ficará impune”. 


Após as formalizações, o indivíduo foi encaminhado ao Sistema Prisional. 


DENÚNCIAS ANÔNIMAS

0800 642 0121

www.pc.rs.gov.br




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.