• Porto Alegre, 25/06/2024
  • A +
  • A -
Publicidade

Dois PMs são presos por suspeita de envolvimento em assassinato de morador do condomínio Princesa Isabel

Segundo a família, a causa da morte não foi informada a eles na ocasião.

Poa 24 horas
Dois PMs são presos por suspeita de envolvimento em assassinato de morador do condomínio Princesa Isabel Foto: Gervásio / POA24HORAS
Publicidade

Um sargento e um soldado lotados no 9º Batalhão de Polícia Militar, em Porto Alegre, foram presos neste sábado (8) pela Polícia Civil, após ordem da Justiça Militar. Os dois são suspeitos de envolvimento na morte de Vladimir Abreu de Oliveira, de 41 anos. Ele desapareceu no dia 17 de maio e teve o corpo localizado no bairro Ponta Grossa (zona sul da Capital) no dia 19. 


Conforme o boletim do desaparecimento registrado na data, antes da localização do corpo, Vladimir foi abordado por policiais militares em frente ao condomínio Princesa Isabel, no bairro Azenha,  e colocado em uma viatura da Brigada Militar. Esta foi a última vez que ele foi visto com vida. 


Segundo a família, a causa da morte não foi informada a eles na ocasião. O desaparecimento e morte de Vladimir são apurados em duas investigações: uma, conduzida pela Divisão de Homicídios da Capital, outra pela Corregedoria da Brigada Militar.


A morte provocou protestos de moradores do condomínio Princesa Isabel, que na noite de 19 de maio. Dias depois, a BM e a Polícia Civil prenderam quatro suspeitos de incendiarem os veículos coletivos. Eles admitiram serem responsáveis pelos crimes. As prisões deste sábado (8) foram solicitadas pela Corregedoria da Brigada Militar e autorizadas pela 1ª Auditoria da Justiça Militar.


Gervásio do Poa

*Espero que a BRIGADA MILITAR PARE DE FAZER, DESDE QUE ACONTECEU O CRIME, TERROR PSICOLÓGICO INVADINDO O CONDOMÍNIO E REVISTANDO TODOS QUE ENTRAVAM NO CONDOMINIO DURANTE AS INVESTIGAÇÕES DA COMPETENTE CORREGEDORIA E AUTORIZADAS PELA 1ª  AUDITORIA DA JUSTIÇA MILITAR.


PARABÉNS A CORREGEDORIA E A JUSTIÇA MILITAR DA NOSSA GLORIOSA BRIGADA MILITAR QUE FEZ JUSTIÇA 

AOS FAMILIARES E VIZINHOS QUE PASSARAM NOITES DE TERROR DEVIDO AS INVASÕES NO CONDOMINIO POR COLEGAS DOS DOIS "CRIMINOSOS PRESOS QUE ERAM DA BRIGADA MILITAR".

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.