CARMENS TOPO
casa da linguiça
sheik
LATROCÍNIO

Polícia investiga hipótese de latrocínio em morte de empresário em Eldorado do Sul

Maycon Rocha da Rosa, de 29 anos, foi atingido por dois disparos e morreu próximo ao ponte sobre o Rio Jacuí. Hipótese de homicídio foi descartada.

10/08/2019 16h39
Por: Fabrício Vieira
Fonte: G1 RS
15

A polícia investiga a possibilidade de latrocínio – roubo seguido de morte – no caso do motorista encontrado morto na manhã do dia 2 de agosto, na ponte do Rio Jacuí, no limite entre Eldorado do Sul e Porto Alegre. O empresário Maycon Rocha da Rosa, de 29 anos, foi atingido por vários disparos e morreu às margens da rodovia. O corpo foi encontrado por agentes da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), que faziam a transferência de presos.

Segundo a delegada Elisa Souza, foram ouvidas 15 pessoas nesta semana. Ela associou os depoimentos às provas periciais e descartou a hipótese de homicídio. A polícia investiga dois suspeitos por roubo frustrado seguido de morte.

De acordo com a polícia, Maycon era proprietário de uma olaria e realizava uma entrega na Ilha das Flores quando recebeu a ligação de seu funcionário. Havia ocorrido uma pequena desavença em função à forma da cobrança entre outro cliente e o motorista do caminhão de sua empresa. Ele se dirigiu, então, ao local para intermediar a situação.

Resolvido o descarregamento dos 14 mil tijolos, a vítima e o funcionário deixaram o local no veículo do empresário, um Honda Civic, com R$ 3.920. Cerca de 100 metros depois, porém, eles foram abordados por dois homens, um deles armado. O homem disparou quatro vezes contra o lado esquerdo do veículo, conforme a delegada. Dois tiros atingiram Maycon.

 

Ele conseguiu fugir do local, na Rua do Pescador, e dirigir por mais um quilômetro até a ponte sobre o Rio Jacuí. Contudo, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O funcionário, que estava na carona e não se feriu, desceu do carro e chamou a atenção do veículo da Susepe que passava pelo local. Os agentes desceram e verificaram a morte do empresário.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários