casa da linguiça
sheik
CARMENS TOPO
GRAVATAÍ

Polícia investiga morte de haitiana em quarto de motel em Gravataí

O delegado Eduardo Amaral trabalha a hipótese de homicídio ou latrocínio, já que o dinheiro do caixa e o celular da vítima foram subtraídos

10/08/2019 16h33
Por: Fabrício Vieira
Fonte: Correio do Povo
22

A Polícia Civil trabalha com duas hipóteses no caso da mulher encontrada morta no quarto de um motel em Gravataí, na Região Metropolitana, na manhã deste sábado. Segundo o delegado Eduardo Amaral, da Delegacia de Homicídios, em um primeiro momento foi percebida a falta do celular da vítima e também de valores do caixa da empresa, localizada na rua Bento Gonçalves. “Nesse momento estamos pendendo para um caso de latrocínio, ela era recepcionista do local e foi encontrada pelo proprietário em um dos quartos”, destaca. Imagens das câmeras de vigilância já foram solicitadas pela Polícia Civil.

De acordo com a Brigada Militar (BM), a mulher foi identificada como Germanie Paul, 29 anos, natural do Haiti. O corpo estava no chão de um dos cômodos, com marcas de sangue na região da boca e no nariz. Uma das janelas do espaço estava quebrada e havia muitos pedaços de vidros espalhados. A polícia suspeita que antes dela ter sido morta, tenha entrado em luta corporal com o criminoso. “Ela tinha sinais de violência física, mas nenhum vestígio de arma de fogo ou branca, acreditamos que a causa do óbito tenha sido asfixia mecânica”, pondera o delegado.

O titular da Delegacia de Homicídios explica que a polícia foi acionada do acontecimento por volta das 9 horas, mas o crime deve ter acontecido ou durante a madrugada ou no início da manhã. “Nós estivemos no local e recolhemos indícios que possam nos auxiliar nas investigações. Ainda não ouvimos ninguém formalmente”, explica. A vítima, que deu entrada no Brasil foi no dia 16 de dezembro de 2015, conforme a cédula de identidade de estrangeiro, não possuía nenhum antecedente criminal.

“Ela não apresentava sinal de violência sexual, mas solicitamos exames à perícia de material genético”. No decorrer da semana testemunhas e o proprietário do estabelecimento deverão prestar depoimento.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários